Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GADGET MAN

Tecnologia para pessoas...

GADGET MAN

Tecnologia para pessoas...

Doce ou travessura? As promoções neste Halloween

Porque não aproveitar as festividades do Halloween e as suas promoções para comprar aquele gadget que deseja à tanto tempo. As promoções já começaram:

 

promo1.jpg

 

 

 

Na Worten pode encontrar por estes dias a PS4 500 GB slim + PES2017 + Cartão PS Plus 3 meses por 284 euros; assim como 15% de desconto em todos os portáteis híbridos.

 

promo.jpg 

No Media Market estão em alta as smart TV da Panasonic e Samsung com preços de arromba.  Aproveite as promoções, e bom Halloween...

TV com 98 polegadas e 8K

Muitas televisões incríveis foram apresentadas na CES 2016, mas foi um modelo da chinesa Changhong que chamou mais atenção. O aparelho, que tem o nome de ChiQ 8K Super UHD Smart TV 98ZHQ2R e tem uma tela gigante com 98 polegadas e imagens em 8K. Pois, os números são realmente impressionantes.

 

img_8889.jpg

 

 

Talvez seja difícil imaginar um dispositivo destes em casa, até porque ele conta com um design estranho, com grossas barras de ferro nas laterais, e uma estrutura de metal como base. Mas, pela qualidade das imagens e das cores que reproduz, além do tamanho "tela de cinema", a smart TV humilha qualquer outro modelo que você possa ter na sua sala: entre as funcionalidades da ChiQ 98ZHQ2R estão o controle por voz, o acesso a uma loja de aplicativos e a capacidade de ter a imagem compartilhada com smartphones e tablets. A Televisão tem ainda o sistema operativo Android 4.4 e possui entradas HDMI 2.0 e USB 3.0. 

 

O aparelho ainda está distante da Europa. Segundo os representantes da Changhong, o modelo está previsto ser lançado na China ao longo de 2016, com o mercado dos Estados Unidos na mira. Preço??? Não se sabe...

O mundo de Star Wars é possível???

A imaginação de George Lucas parece ilimitada quando vemos Guerra das Estrelas, mas há ideias que são negadas pela ciência. Será possivel a existência de um planeta como Tatooine? Sim, é possível. Já a construção de um sabre de luz, á luz da ciência é impossível.

 

Quando o jovem Luke Skywalker olha para o horizonte ao anoitecer, no planeta Tatooine, anseia por um futuro de aventuras, longe do seu planeta, enquanto observa o pôr de dois sóis. 

 

1015884.jpg

 

 

Tatooine é um planeta rochoso e desértico, que gira em torno de duas estrelas. Em 1977, os sistemas binários já eram conhecidos. Mas ainda não tinha sido descoberto nenhum planeta fora do nosso sistema solar. George Lucas une estes dois conceitos – um sistema binário e um sistema planetário – projectando uma realidade possível, mas novíssima: dois pores de sóis. E ajuda a definir o tom do filme: tudo é novo e futurista. Haverá, por isso, sabres de luz, naves a viajar entre estrelas, uma arma destruidora de planetas, seres mirabolantes, “a Força”, os Jedi, Darth Vader. Nem tudo pode ser explicado pela ciência e tecnologia de hoje. Mas Tatooine pode existir algures no universo.

 

O desejo de Luke Skywalker de sair do seu planeta à procura de aventura, é concedido e ele partirá de Tatooine em direcção a uma saga familiar e a Darth Vader. A última vez que vimos Luke Skywalker antes de O Despertar da Força – o sétimo episódio da saga, que estreou a 17 de dezembro do ano passado – foi na lua de Endor, em O Regresso de Jedi (1983), o terceiro capítulo da saga. Coberta por uma floresta de árvores altíssimas, esta lua é o lar dos Ewoks – seres que se parecem com ursos de peluche de um metro de altura.

 

Ewoks.jpg 

Os Ewoks vivem em cabanas no cimo das árvores e, apesar de serem caçadores-recolectores, não são nómadas. Existem paralelismos com culturas que ainda hoje persistem na Terra. Há sociedades em que uma das actividades culturais é construir uma cabana na árvore mais alta da floresta. Sendo o melhor exemplo, os Korowai, uma tribo que vive na Nova Guiné.

 

Han Solo e a Princesa Leia conseguem obter ajuda dos Ewoks, o que é fundamental para destruir a Estrela da Morte e derrotar o Império liderado pelo Imperador Palpatine com a mão-de-ferro de Darth Vader.

 

1015887.jpg

 

 

A Estrela da Morte é uma estrutura esférica com cerca de 120 quilómetros de diâmetro, que se parece com uma mini-lua (a nossa Lua tem 3474 quilómetros de diâmetro) e é capaz de disparar um laser que destrói planetas. Poder-se-ia questionar se há matéria-prima, tecnologia, dinheiro e trabalhadores suficientes para construir uma máquina daquelas? 

 

Por ter uma massa grande para uma arma, “seria muito difícil fazê-lo mover-se” para fora da órbita de um planeta ou uma lua. Teria assim de estar em órbita de um astro. Mas caso a arma destruísse o planeta, seria como cortar um cordel usado para fazer girar um objecto. “A Estrela da Morte sairia disparada”. Algo que não aconteceu quando a arma destruiu o planeta-lar da Princesa Leia.

 

1015902.jpg

 

 

A Força permite aos Jedi lutarem com os sabres de luz, que têm a icónica luz fluorescente capaz de cortar tudo. Mas para já, a tecnologia ainda não reproduz esta arma. A luz viaja sem se deter até encontrar um obstáculo, e no caso dos sabres de luz ela parece magicamente ficar suspensa. Outra limitação é que um raio de luz não ‘choca’ contra outro raio de luz. Os fotões não interagem uns com os outros. Já foi possível criar estados quânticos em que os fotões se comportam como se fossem partículas com massa e conseguem interagir. Mas, por enquanto, estamos muito longe de de construir um sabre de luz.

 

A ciência serve a ficção científica. Mas enquanto a ciência vai até um certo sítio e tem limites, a ficção científica significa derrubar esses limites. Por isso adoramos Star Wars...

 

via: Público; Nicolau Ferreira

Imagine mudar de canal de TV apenas com um gesto

aparelho-permite-controlar-tvs-e-outros-dispositiv

 

Imagine um aparelho que substitui o controlo remoto da sua televisão por um pequeno gesto. Basta um pequeno movimento para mudar de canal sem ter de procurar o comando e andar a carregar em botões.

singlecue-chega-ao-brasil-no-natal1.jpg

O Singlecue é esse aparelho, e pretende substituir todos os controles remotos de casa por um único sensor de movimento que detecta comandos feitos com o dedo indicador. Ele conecta-se ao Wi-Fi, Bluetooth ou infravermelhos coma a TV entre outros.  

 

Fabricado pela eyeSight, o dispositivo tem um funcionamento bastante simples: ele varre o ambiente em busca de objetos que se pareçam com um dedo humano e, ao encontrá-lo, usa-o para controlar a mudança dos canais de tv ou do volume ou outras funções de qualquer aparelho conectado. A configuração é realizada por meio de um aplicativo para Android ou iOS, responsável por incluir os aparelhos conectados e por criar perfis de uso. Assim, com um gesto rápido, é possível ligar a TV, o box da TV à cabo e zapear para o canal favorito de uma só vez. Os perfis podem ser usados também para ligar o sistema de som. 

 

 

O Singlecue estará disponível apartir da segunda quinzena de dezembro nos EUA por 199 dólares.

 

Mais uma alternativa grátis ao Netflix

Quanto se fecha ou bloqueia sites de streaming, esquecem-se que aparecem logo mais a fazer o mesmo e de forma mais eficiente. Já aqui mencionei um site muito parecido com o NetFlix, mas grátis, o  Strem.io .

 

sembilhete.jpg

 

 

Mas o Strem.io tem um senão, obriga ao dowload para a visualização do que desejamos ver. O site que vos apresento hoje, não necessita de configurações complicadas ou downloads. O Sem Bilhete é um site de streaming de alta qualidade, com boas séries e filmes e grátis. 

 

Se tens uma smart tv, então estás no eden das séries e dos filmes...