Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GADGET MAN

Tecnologia para pessoas...

GADGET MAN

Tecnologia para pessoas...

Já podemos ir ao cinema ao domingo sem pagar

Março 04, 2017

Zé Gato

transferir (4).jpg

 

É possível ir ao cinema ao Domingo de manhã sem pagar. Basta fazer uma reserva no site da Promofans.

 

Esta iniciativa dos centros comerciais do Grupo Sonae tem como principal objectivo proporcionar momentos agradáveis e de lazer para toda a família.

 

Durante o mês de Março vai poder ver:  Captain America: The Winter Soldier (2014), no dia 5 de Março, Avengers: Age of Ultron (2015), dia 12 de Março, Ant-Man (2015), dia 19 Março e Guardians of the Galaxy (2014), dia 26 Março.

 

Centros comerciais aderentes: Centro Comercial Colombo, Vasco da Gama, CascaiShopping, NorteShopping, 8ª Avenida, ArrábidaShopping, CC Continente Portimão, Estação Viana Shopping, LoureShopping, MadeiraShopping, Parque Atlântico, RioSul Shopping, Serra Shopping, GaiaShopping, MaiaShopping

 

Bons filmes

A tecnologia por detrás dos tênis da Nike que se atam sozinhos

Fevereiro 12, 2017

Zé Gato

hyperadapt.jpg

 

Lembra-se dos ténis que apareciam no "Regresso ao Futuro II"!? Já é possivel ter uns ténis que se atam sozinhos como no filme. Mas sabe como é que funciona? Pois é, os tipos da Mindtribe, uma empresa de engenharia de São Francisco, também não. A diferença é que eles podem-se dar ao luxo de destruir uns ténis de 700 dólares - o HyperAdapt, da Nike - e descobrir o misterioso sistema por trás da tecnologia.

 

A equipe da MindTribe decidiu investigar o que estava por trás do sistema de aperto automático compacto do HyperAdapt e, observando as peças internas do calçado, chegaram a algumas conclusões que podem apontar o que vem pela frente nesse tipo de tecnologia. Uma das peças, por exemplo, era um “conector periférico, que tem vários pinos desocupados e até um cabeçalho de três pinos saindo dele, sem nada conectado na outra ponta”. A sugestão da empresa de engenharia é que isso poderia ser indício de um sistema modular com periféricos ainda por vir.

 

A inspeção da MindTribe encontrou ainda um processador móvel ARM Cortex M4, usado principalmente em microcontroladores. A presença deste circuito integrado também pode apontar para algum complemento da tecnologia, já que é um tanto potente para um “simples” tênis que se atam sozinhos.

 

Umas luzes LED indicam quando eles precisam ser recarregados. Cada recarga, segundo a Nike, leva por volta de três horas, e a autonomia é de cerca de duas semanas. Para fazer a recarga, basta colocar um suporte magnético parecido com os dos smartwatchs.

 

via: techcrunch

Micro drone para filmagens

Janeiro 16, 2017

Zé Gato

micro-drone-3-1.jpg

micro-drone-3-3.jpg

 

A maioria dos drones pequenos são projectados para o vôo recreativo e não para filmar imagens aéreas, uma vez que o seu tamanho não é exatamente o mais adequado para carregar uma câmera razoavelmente decente.

 

Mas não é esse o caso do Micro Drone 3.0, um minúsculo drone que vem com uma câmera razoavelmente boa e um estabilizador cardan. Com um corpo de apenas 5,5 cm polegadas de diâmetro e uma envergadura de 14 cm, mini-drone mais parece um brinquedo do que uma ferramenta de video fiável. 

 

Ao contrário da maioria dos drones pequenos, o Micro Drone 3.0 não tem a câmera integrada no corpo. Em vez disso, ele vem com uma câmera separada de 720p que pode ser anexado ao fundo do drone. Pode ainda transmitir imagens para o app via Wi-Fi de 2,4 GHz ou salvá-lo em um cartão microSD. Apesar do tamanho pequeno, é um drone muito poderoso, com uma velocidade máxima de 60 km/h e auma altura de 150 metro.

 

 

É de salientar que o drone não tem vôo automático, o que faz que estejamos que o pilotar sempre. Está disponível  por 215 dólares.

Todos os vencedores do Oscar de Melhores efeitos especiais

Fevereiro 21, 2016

Zé Gato

Burger Fiction compilou todos os filmes que receberam o prêmio de efeitos especiais num espetáculo de 9 minutos de duração. Super interessante, inclusive, para conhecer mais sobre o desenvolvimento do cinema.

 

Os efeitos evoluiram tanto, que um filme na década de 1940 ou 1950 tivesse água ou aviões ganhava o Oscar quase de certeza. Nos dias de hoje é muito mais complicado... 

 

Making of Jurassic World

Fevereiro 08, 2016

Zé Gato

Caso não saiba, os dinossauros não eram reais em Jurassic World. Desculpem a piada de mau gosto. O filme não tem quase nada de verdadeiro. Este vídeo mostra como a ILM colocou os efeitos visuais em Jurassic World. Dá para ver truques como transformar humanos em dinossauros pequenos. Ver como os efeitos especiais de Jurassic World foram feitos é mais divertido que próprio filme...

 

O mundo de Star Wars é possível???

Janeiro 02, 2016

Zé Gato

A imaginação de George Lucas parece ilimitada quando vemos Guerra das Estrelas, mas há ideias que são negadas pela ciência. Será possivel a existência de um planeta como Tatooine? Sim, é possível. Já a construção de um sabre de luz, á luz da ciência é impossível.

 

Quando o jovem Luke Skywalker olha para o horizonte ao anoitecer, no planeta Tatooine, anseia por um futuro de aventuras, longe do seu planeta, enquanto observa o pôr de dois sóis. 

 

1015884.jpg

 

 

Tatooine é um planeta rochoso e desértico, que gira em torno de duas estrelas. Em 1977, os sistemas binários já eram conhecidos. Mas ainda não tinha sido descoberto nenhum planeta fora do nosso sistema solar. George Lucas une estes dois conceitos – um sistema binário e um sistema planetário – projectando uma realidade possível, mas novíssima: dois pores de sóis. E ajuda a definir o tom do filme: tudo é novo e futurista. Haverá, por isso, sabres de luz, naves a viajar entre estrelas, uma arma destruidora de planetas, seres mirabolantes, “a Força”, os Jedi, Darth Vader. Nem tudo pode ser explicado pela ciência e tecnologia de hoje. Mas Tatooine pode existir algures no universo.

 

O desejo de Luke Skywalker de sair do seu planeta à procura de aventura, é concedido e ele partirá de Tatooine em direcção a uma saga familiar e a Darth Vader. A última vez que vimos Luke Skywalker antes de O Despertar da Força – o sétimo episódio da saga, que estreou a 17 de dezembro do ano passado – foi na lua de Endor, em O Regresso de Jedi (1983), o terceiro capítulo da saga. Coberta por uma floresta de árvores altíssimas, esta lua é o lar dos Ewoks – seres que se parecem com ursos de peluche de um metro de altura.

 

Ewoks.jpg 

Os Ewoks vivem em cabanas no cimo das árvores e, apesar de serem caçadores-recolectores, não são nómadas. Existem paralelismos com culturas que ainda hoje persistem na Terra. Há sociedades em que uma das actividades culturais é construir uma cabana na árvore mais alta da floresta. Sendo o melhor exemplo, os Korowai, uma tribo que vive na Nova Guiné.

 

Han Solo e a Princesa Leia conseguem obter ajuda dos Ewoks, o que é fundamental para destruir a Estrela da Morte e derrotar o Império liderado pelo Imperador Palpatine com a mão-de-ferro de Darth Vader.

 

1015887.jpg

 

 

A Estrela da Morte é uma estrutura esférica com cerca de 120 quilómetros de diâmetro, que se parece com uma mini-lua (a nossa Lua tem 3474 quilómetros de diâmetro) e é capaz de disparar um laser que destrói planetas. Poder-se-ia questionar se há matéria-prima, tecnologia, dinheiro e trabalhadores suficientes para construir uma máquina daquelas? 

 

Por ter uma massa grande para uma arma, “seria muito difícil fazê-lo mover-se” para fora da órbita de um planeta ou uma lua. Teria assim de estar em órbita de um astro. Mas caso a arma destruísse o planeta, seria como cortar um cordel usado para fazer girar um objecto. “A Estrela da Morte sairia disparada”. Algo que não aconteceu quando a arma destruiu o planeta-lar da Princesa Leia.

 

1015902.jpg

 

 

A Força permite aos Jedi lutarem com os sabres de luz, que têm a icónica luz fluorescente capaz de cortar tudo. Mas para já, a tecnologia ainda não reproduz esta arma. A luz viaja sem se deter até encontrar um obstáculo, e no caso dos sabres de luz ela parece magicamente ficar suspensa. Outra limitação é que um raio de luz não ‘choca’ contra outro raio de luz. Os fotões não interagem uns com os outros. Já foi possível criar estados quânticos em que os fotões se comportam como se fossem partículas com massa e conseguem interagir. Mas, por enquanto, estamos muito longe de de construir um sabre de luz.

 

A ciência serve a ficção científica. Mas enquanto a ciência vai até um certo sítio e tem limites, a ficção científica significa derrubar esses limites. Por isso adoramos Star Wars...

 

via: Público; Nicolau Ferreira

Jovem cria animação stop-motion de LEGO para clássicos do cinema

Dezembro 06, 2015

Zé Gato

img-639445-garoto-de-15-anos-recria-cenas-com-lego

 

 

Conhece Warren Elsmore? Ele é um profissional que ganha a vida da maneira que qualquer fã de LEGO gostava de ganhar: brincando com LEGO! Há belos empregos! Ele já publicou seis livros sobre construções LEGO.

 

Durante a divulgação dos seus livros, ele acabou por conhecer Morgan Spencer, um jovem de 15 anos cujo talento com LEGO é simplesmente espectacular! Spencer criou uma animação stop-motion em LEGO com alguns dos filmes mais famosos. No trailer verá grandes clássicos como “Serenata à Chuva”, "Música no Coração", "Feiticeiro de Oz", “Titanic” e “Pulp fiction”. Veja e surpreenda-se!

 

Mais sobre mim

foto do autor

O melhor sítio para comprar

TecbStore

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parceiros

 

Uêba - Os Melhores Links

 

 

 

Tedioso: Os melhores links

 

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D