Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GADGET MAN

Tecnologia para pessoas...

GADGET MAN

Tecnologia para pessoas...

A maior TV 4K do mundo com tecnologia QLED

samsung-q9.jpg

 

Batizada com o nome Samsung Q9, a Samsung apresentou esta semana, a maior Smart TV do mundo com a tecnologia QLED 4K . A televisão em questão tem 88 polegadas e já pode ser comprado nos Estados Unidos e na Coreia.

 

O aparelho é o único a alcançar 100% de volume de cor, segundo a fabricante, o que significa maior definição das imagens, cores ricas e vibrantes e brilho superior do que os modelos atualmente oferecidos pela concorrência.

 

Com bordas quase inexistentes, a tela ocupa quase todo o dispositivo e possui resolução 4K (3840x2160p), tecnologia HDR e taxa de actualização de 240 Hz. Além disso, a TV conta com Wi-Fi integrado e um Steam Link, dedicado especialmente para realizar streaming de jogos do seu PC.

 

O único problema como já é hábito nestes gadgets, é o preço, que ronda os 20 mil dólares pedidos pela Samsung.

 

Via Samsung

Projetor portátil para ser usado por crianças

cinemood.jpg

 

Cinemood é um projetor pequeno, desenvolvido para uso familiar. O dispositivo foi projectado para distrair crianças com conteúdo de qualidade, fotos, vídeos e até experiências educativas.

 

A ideia é que a ação de assistir a filmes e desenhos não se restrinja mais à passividade do sofá diante da TV e que esse tipo de actividade possa engajar a família toda, atingindo projeção de até 150 polegadas em resolução Full HD. O Cinemood protagoniza uma campanha de financiamento coletivo de sucesso no site Indiegogo.

 

O projetor que corre o sistema Android 4.4, garante o acesso a aplicativos e material como livros e fotos, possibilitando um funcionamento similar ao do Chromecast, mas sem precisar de uma televisão e com direito a projeção nas paredes da sala. 

 

O projetor cabe na palma da mão, pesa só 250 gramas e pode ser personalizado por um conjunto de capas oferecidas pelo fabricante. Há um aplicativo para iOS que controla o aparelho via Wi-Fi. Tem bateria para 3 horas de reprodução de vídeo, 32 GB de espaço para dados, que podem ser expandidos com uma pendrive. Sem interface HDMI, é preciso copiar o conteúdo para o projetor antes de exibi-lo.

 

CINEMOOD-Family.jpg

 

A campanha de arrecadação já foi encerrada, mas ainda é possível adquirir o produto via Indiegogo, por 399 dólares e com direito a mais um pacote com desenhos, filmes, audiobooks e conteúdo educacional.

 

Via Indiegogo

Chromecast ou Android Box? Qual o melhor?

maxresdefault.jpg

 

Expandir as funcionalidades de uma Smart TV, ou transformar um televisor convencional em Smart, é algo relativamente fácil e barato nos dias de hoje: entre os vários sistemas existentes no mercado, os mais conhecidos são o: Chromecast e a já famosa pelas possibilidades, Android Box ( mini PC Android), ou como eu fazia até à umas semanas. Ligar um computador via HDMI a televisão que permite ao usuário uma série de recursos novos para entretenimento e informação.

 

Mas quais são as diferenças que existem entre um Chromecast, ou adoptar um mini PC Android como central de media ligado ao televisor??

 

A primeira pergunta é, o que é que quer ver na televisão!? Se quer um serviço de streaming como o Netflix ou o YouTube, ou simplesmentre anular os cabos entre o seu PC!? Para isto, o Chromecast é o melhor para as suas necessidades. Fácil de usar e compatível com uma série de dispositivos diferentes.

 

Uma Android Box, ou Android mini PC, é a alternativa mais eficiente se a tua necessidade estiver relacionada com o uso de aplicações da Play Store que não são compatíveis com o Android. Jogos, emuladores e redes sociais. Pronto, não vou comentar as possibilidades de programas como o KODI....

 

Conteúdo local vs Streaming

O Chromecast é ideal para streaming da Internet: compatível com imensas aplicações e fácil de controlar via tablet ou smartphone, o dispositivo da Google é o melhor para isso. Para além de que é um produto desenvolvido pela Google e que conta com o controle de qualidade e desenvolvimento tecnológico da empresa.

 

Os mini PCs com Android, por outro lado, podem ter origem em fabricantes chineses mais desconhecidos. Isso não quer dizer que não tenham qualidade. Entretanto, é preciso considerar a compra com atenção: investigar especificações técnicas, por exemplo.

Se uma Android Box tem pouca memória RAM e processador mais fraco, pode não ter suporte a versões mais recentes do Android, o que acaba por restringir os aplicativos suportados pelo aparelho no fim das contas. Mia uma vez o KODI.... Android 5.0 no mínimo.

 

Podia alargarme acerca das box´s Android à venda no mercado, mas acabaria por entrar em terrenos ilegais....

Youtube TV vai estar disponível por $35 mês

YouTube-TV-channels-e1488317473297-720x373.png

 

 

O Youtube é sem dúvidas a maior plataforma digital de vídeo na Internet. A empresa anunciou que irá ter um serviço concorrente ao serviço de TV por cabo que custará $35/mês e que terá 40 canais.

 

Uma das características do serviço será um sistema de recomendações gerido pelos sistema de inteligência artificial da Google (detentora do Youtube) e um sistema de armazenamento ilimitado na cloud.

 

Da lista de canais disponiveis, destacam-se: a FOX, ABC, CBS, NBC, SyFy, ESPN, entre outros.

Smart TV OLED da LG é ultrafina e se prende à parede por ímãs

lg_md_001.jpg

 

Decorre por estes dias em Las Vegas a CES 2017 - a maior feira internacional de tecnologia e afins. Durante o evento acontecem centenas de apresentações, que mostrarem novos produtos e tendências tecnológicas. 

 

A grande estrela da conferência da LG, durante a CES 2017, foi a nova LG Signature - OLED TV W, uma Smart TV com espessura de apenas 2.57mm e que, de tão fina, pode ser pendurada na parede usando ímãs.

 

O design da série W7 faz parecer que o televisor está “levitando” e enfatiza a tela, e não as estruturas de suporte (como bordas e apoios para móveis). Assim, a fabricante garante que o usuário se sentirá mais imerso ao assistir televisão. O painel OLED, que mede 2.57mm no modelo de 65 polegadas, pode ser pendurado por ímãs - eliminando, assim, o espaço entre a parede e o aparelho.  A Smart TV acompanha auto-falantes que contam com a tecnologia de som Dolby Atmos. Esta é, inclusive, a primeira linha de TVs com esse padrão de áudio.

 

A OLED TV W entrou em pré-venda nos Estados Unidos esta semana.

As televisões de amanhã

Durante a CES 2017, feira de tecnologia que acaba hoje em Las Vegas, várias marcas apresentaram as suas novas televisões para todos os gostos e bolsas. Bem, não será para todas as bolsas, é que as novidades em tecnologia pagam-se caro. Aqui ficam as mais significativas:

 

SONY

sony-bravia-oled.jpg

 

A Sony anunciou a sua nova linha de TVs OLED e a primeira série foi batizada de A1E. Ela possui o processador 4K HDR X1 Extreme, que tem a capacidade de otimizar conteúdos 4K HDR. Isso significa que as imagens exibidas na TV são muito mais fiéis à realidade, não importando se são claras ou escuras.

 

Outra característica bastante impressionante é a tecnologia Acoustic Surface, exclusiva da Sony. Ela dispensa o uso dos alto-falantes tradicionais, que são colocados em torno do display. Com a ausência dos falantes, a tela pode ocupar ainda mais espaço na parte frontal e as bordas podem ser menores, deixando o design ainda mais elegante. Não há preços defenidos.

 

Samsung

31280647763_46de640e12_h.jpg

 

 

A Samsung anunciou uma nova linha de TVs QLED durante a CES 2017. Os modelos apresentados na feira - chamados Q9, Q8 e Q7 - possuem melhor desempenho de cor e são capazes de reproduzi-las com qualquer nível de brilho.

 

Para isto, os televisores utilizam um novo material chamado Quantum Dot, que melhora a visualização de pretos profundos e detalhes, independente da iluminação da área. As TVs ainda não têm data para lançamento no Brasil e seu preço também não foi definido.

 

LG

lg_md_001.jpg

 

A grande estrela em televisões da LG, durante a CES 2017, é a nova LG Signature - OLED TV W, uma Smart TV com espessura de apenas 2.57mm e que, de tão fina, pode ser pendurada na parede usando ímãs. O modelo, que pertence ao segmento "premium", usa o sistema webOS e promete tons escuros mais precisos e cores mais nítidas - segundo a fabricante. A OLED TV W está em pré-venda nos Estados Unidos. O preço ainda não foi divulgado.

 

A CES é o grande palco anual para o lançamento de novos televisores inteligentes e com telas enormes. Neste ano, as Smart TVs, OLED's e aparelhos com resolução 4K dominaram, e ao contrário do que se chegou a pensar os modelos domésticos com resolução 8K ainda não são para "amanhã".. Outra tendência é a tecnologia High Dynamic Range (HDR), que melhora as cores e contraste de imagens e que vem sendo utilizada em consolas de jogos e serviços de streaming.

 

via: tech tudo/ tc

Monitor dobrável pode ser levado para qualquer lugar

tela021.jpg

 

 

O Spontaneous Pop-up Display ou SPUD é uma tela de 24 polegadas de design expansível e portátil, ideal para quem gosta de assistir a filmes e séries em qualquer lugar. O monitor pode ser dobrado para ficar com um tamanho mais compacto e tem a mecânica interna idêntica a de um guarda-chuva, integrando um pequeno projetor na parte traseira.

 

O destaque do SPUD é a sua portabilidade assim como poder ser usado para expandir a imagem de dispositivos móveis ou PC: assim, o usuário não precisa se limitar ao tamanho compacto dos ecrãns de smartphones ou tablets, pois é cerca de cinco vezes maior que um smartphone (5") e quase duas vezes maior do que um notebook (13"). Para funcionar, o aparelho oferece adaptador wireless, entrada USB e conector HDMI, compatível com dispositivos como Google Chromecast, Amazon FireTV e mais. A bateria interna tem duração de uso entre quatro e 10 horas, dependendo do nível de brilho utilizado, recarregável na tomada (12 V).

 

O projeto está em arrecadação coletiva no Kickstarter, e já acumulou mais de 12 vezes o valor inicial para produção, de 33 mil dólares. Com um preço de lançamento de 399 dólares, prevê-se que as primeiras entregas para Dezembro de 2016.

Aparelho que é media center, consola de jogos e até PC com Android

remix-io-pode-usar.png

 

Imagime um dispositivo  capaz de operar como media center, computador com o sistema operativo Android ou até consola de jogos!! Brutal, não?? O Remix IO é exactamente isso. Um dispositivo que pretende unir esses formatos em um só aparelho e que já chamou a atenção da comunidade no Kickstarter. Tanto, que já bateu a meta de financiamento.

 

O gadget tira proveito do Remix OS, sistema derivado do Android que adapta a experiência de uso do sistema operacional do Google para um formato mais conveniente de usar com mouse e teclado, como um PC, por exemplo.

 

Para assegurar a promessa de ser três equipamentos em um único aparelho, o Remix IO tem especificações técnicas bastante completas, quando comparado com aparelhos de funções semelhantes, como Apple TV ou o Roku Ultra. Com um processador de oito núcleos, 16 GB de armazenamento, memória RAM de 2 GB, quatro portas USB 2.0, Ethernet, saída de som, slot para microSD, além de conexão Wi-Fi, Bluetooth e Miracast, para espelhar telas via wi-fi. O dispositivo permite reproduzir conteúdo 4K com HDR. Tem ainda um detalhe interessante que é a saída HDMI, mas também a VGA, ainda útil para projetores.

 

O Remix IO ainda está no Kickstarter, pois ainda faltam cerca de 20 dias para terminar a angariação, com o pacote mais interessante por 99 dólares. Os criadores do produto comprometem-se com o envio do Remix IO a partir de março de 2018.

 

Nova TV da Panasonic em OLED é totalmente transparente

tv01.jpg

 

 

A Panasonic apresentou no evento CES 2016, em janeiro deste ano o seu protótipo de TV com tela “totalmente transparente", que se mistura com o design de fundo de forma quase imperceptível. No entanto, desta vez, a TV fez um avanço da tela LED para a tecnologia OLED.

 

O grande diferencial da TV da Panasonic é sua capacidade de se “esconder” no design da casa de forma discreta, como se fosse uma superfície de vidro. Assim, enquanto está desligada, ela não interfere no cenário, ao contrário das TVs tradicionais, que ficam com o display escuro e contêm bordas. O interessante é que a TV pode ser usada com controle remoto, de forma tradicional, além de receber comandos por meio de movimentos ou ações por voz.