Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GADGET MAN

Tecnologia para pessoas...

GADGET MAN

Tecnologia para pessoas...

Millennium Falcon da Stars Wars em 3D

falcon.jpg

 

Imagine a possibilidade de passear dentro da Millennium Falcom do Han Solo!!? Brutal!! Agora já é possível, dentro de uma janela do browser, podemos ver o interior em 3D da Millennium Falcon em 3D e explorarmos todos os seus detalhes.


Esta Millennium Falcon em 3D foi disponibilizada no Archilogic, e temos várias formas de a visitar. Para começar, há uma apresentação pré-programada que nos leva numa visita virtual desta nave icónica do universo Star Wars. Mas, para quem não se contentar com esta visita guiada, pode também tomar controlo da movimentação e andar e olhar por onde quiser.

Stormtrooper faz teste para polícia do Texas

Criar empatia para encorajar novos recrutas para a polícia não é trabalho fácil. Entretanto, a polícia de Fort Worth, no Texas, fez uma campanha divertida: um vídeo publicado nas redes sociais do departamento policial da cidade, um Stormtrooper participa em um treino para ser um agente da polícia.

 

 

O vídeo com a brincadeira mostra o famoso soldado do universo Star Wars participando de um teste de tiro. Na avaliação, ele não consege acertar nenhum tiro no alvo, uma clara referência aos filmes da série, na qual os Stormtroopers não tem uma boa pontaria nas batalhas contra os Jedi.

 

Smartphones com edição especial Star Wars

softbank-star-wars-e1480078354785.png

 

Rogue One: A Star Wars Story está cada vez mais perto do lançamento. Para comemorar, a empresa japonesa SoftBank irá vender edições especiais de um smartphone fabricado pela Sharp: um para o Lado Negro da força e o outro para o Lado Luminoso da Força.

 

O aparelho tem uma tela de 5,3 polegadas com resolução FullHD, processador Snapdragon 820, 3GB de RAM, 32GB de armazenamento com slot para cartão microSD, câmera de 22,6 megapixels e bateria de 3.000 mAh. Tudo isso num corpo com 7,6mm de espessura e 155 gramas.

 

softbank-star-wars-skin.png

 

 

As partes mais interessantes dos smartphones estão no software. Eles virão com personalização Android, wallpapers animados que farão com o que ele se pareça o cockpit de uma X-Wing ou o de um TIE, aplicativo de alarme personalizado, ringtones de Star Wars e um emoji de Star Wars.

 

O jogo Star Wars: Force Collection virá pré-instalado, com um código para ganhar um pack dourado. Além disso, os compradores terão um app para assistir Star Wars: O Despertar da Força até 2020. Os aparelhos serão vendidos a partir do dia 2 de dezembro no Japão, mas a pré-venda começou esta semana.

 

via The Verge

R2-D2 de Star Wars tranforma-se em drone

r2-d2.jpg

 

Nem todos os drones são simples e sem "carroçaria/carenagens". Alguns deles têm as mais variadas formas. Mas um deles sobressai, um simples Quadrotor, foi transformado num herói da saga de Star Wars. Devido ao aparecimento do BB-8 o R2-D2 foi afastado da saga, mas Don Melara um piloto e construtor de drones trouxe-o das cinzas em forma de drone.

 

O famoso droid, agora voador, é apelidado de " Arturo " e inclui luzes LED, uma câmera e um sistema de navegação em piloto automático. Não há armas a bordo, mas de certeza que vai haver muitas horas de divertimento...

 

Novo trailer do próximo filme da saga "Star Wars"

O novo trailer do próximo filme da saga "Star Wars", o primeiro das aventuras paralelas à história principal, acaba de ser divulgado e tem uma surpresa deixada mesmo para o fim. O filme é o primeiro de uma antologia "Star Wars", uma saga alternativa dentro do universo separada dos "episódios" oficiais.

 

Realizado por Gareth Edwards ("Godzilla"), irá acompanhar um grupo de rebeldes que procura roubar os planos da primeira Estrela da Morte, vista em construção no final de "Star Wars: Episódio III - A Vingança dos Sith" (2005) e operacional em "A Guerra das Estrelas" (1977).

 

 

O conceito vem de uma sequência deste último filme, que antecede o ataque final à Estrela da Morte, em que, durante a reunião dos heróis para definir a melhor forma de destruir o complexo espacial, é dito que muita gente morreu para trazer os diagramas do interior da nave, onde se encontra a falha que permitirá a destruição do covil dos vilões. É esta a história que "Rogue One" conta. E no final deste novo trailer, o maior vilão de todos, Darth Vader, confirma o seu regresso à saga.

O mundo de Star Wars é possível???

A imaginação de George Lucas parece ilimitada quando vemos Guerra das Estrelas, mas há ideias que são negadas pela ciência. Será possivel a existência de um planeta como Tatooine? Sim, é possível. Já a construção de um sabre de luz, á luz da ciência é impossível.

 

Quando o jovem Luke Skywalker olha para o horizonte ao anoitecer, no planeta Tatooine, anseia por um futuro de aventuras, longe do seu planeta, enquanto observa o pôr de dois sóis. 

 

1015884.jpg

 

 

Tatooine é um planeta rochoso e desértico, que gira em torno de duas estrelas. Em 1977, os sistemas binários já eram conhecidos. Mas ainda não tinha sido descoberto nenhum planeta fora do nosso sistema solar. George Lucas une estes dois conceitos – um sistema binário e um sistema planetário – projectando uma realidade possível, mas novíssima: dois pores de sóis. E ajuda a definir o tom do filme: tudo é novo e futurista. Haverá, por isso, sabres de luz, naves a viajar entre estrelas, uma arma destruidora de planetas, seres mirabolantes, “a Força”, os Jedi, Darth Vader. Nem tudo pode ser explicado pela ciência e tecnologia de hoje. Mas Tatooine pode existir algures no universo.

 

O desejo de Luke Skywalker de sair do seu planeta à procura de aventura, é concedido e ele partirá de Tatooine em direcção a uma saga familiar e a Darth Vader. A última vez que vimos Luke Skywalker antes de O Despertar da Força – o sétimo episódio da saga, que estreou a 17 de dezembro do ano passado – foi na lua de Endor, em O Regresso de Jedi (1983), o terceiro capítulo da saga. Coberta por uma floresta de árvores altíssimas, esta lua é o lar dos Ewoks – seres que se parecem com ursos de peluche de um metro de altura.

 

Ewoks.jpg 

Os Ewoks vivem em cabanas no cimo das árvores e, apesar de serem caçadores-recolectores, não são nómadas. Existem paralelismos com culturas que ainda hoje persistem na Terra. Há sociedades em que uma das actividades culturais é construir uma cabana na árvore mais alta da floresta. Sendo o melhor exemplo, os Korowai, uma tribo que vive na Nova Guiné.

 

Han Solo e a Princesa Leia conseguem obter ajuda dos Ewoks, o que é fundamental para destruir a Estrela da Morte e derrotar o Império liderado pelo Imperador Palpatine com a mão-de-ferro de Darth Vader.

 

1015887.jpg

 

 

A Estrela da Morte é uma estrutura esférica com cerca de 120 quilómetros de diâmetro, que se parece com uma mini-lua (a nossa Lua tem 3474 quilómetros de diâmetro) e é capaz de disparar um laser que destrói planetas. Poder-se-ia questionar se há matéria-prima, tecnologia, dinheiro e trabalhadores suficientes para construir uma máquina daquelas? 

 

Por ter uma massa grande para uma arma, “seria muito difícil fazê-lo mover-se” para fora da órbita de um planeta ou uma lua. Teria assim de estar em órbita de um astro. Mas caso a arma destruísse o planeta, seria como cortar um cordel usado para fazer girar um objecto. “A Estrela da Morte sairia disparada”. Algo que não aconteceu quando a arma destruiu o planeta-lar da Princesa Leia.

 

1015902.jpg

 

 

A Força permite aos Jedi lutarem com os sabres de luz, que têm a icónica luz fluorescente capaz de cortar tudo. Mas para já, a tecnologia ainda não reproduz esta arma. A luz viaja sem se deter até encontrar um obstáculo, e no caso dos sabres de luz ela parece magicamente ficar suspensa. Outra limitação é que um raio de luz não ‘choca’ contra outro raio de luz. Os fotões não interagem uns com os outros. Já foi possível criar estados quânticos em que os fotões se comportam como se fossem partículas com massa e conseguem interagir. Mas, por enquanto, estamos muito longe de de construir um sabre de luz.

 

A ciência serve a ficção científica. Mas enquanto a ciência vai até um certo sítio e tem limites, a ficção científica significa derrubar esses limites. Por isso adoramos Star Wars...

 

via: Público; Nicolau Ferreira

Star Wars e a LEGO

A galáxia muito, muito longe, está em nossas casas das mais variadas formas: gadgets, brinquedos ou decoração. Para além dos DVD's e afins.

 

Agora entrará de outra forma. Apresento a nova aventura da LEGO na galáxia de Star Wars: uma revista mensal e em português que podem encontrar nas bancas, com um preço de 3,99 euros e que inclui uma peça LEGO Star Wars exclusiva a cada mês. Muito geek, mas destinado a crianças até aos 12 anos. Dedicada aos fãs, tanto da saga de George Lucas como das míticas peças de LEGO acabará por ser uma revista para todo o geek, mas não só.

 

legostarwars.jpg