Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GADGET MAN

Tecnologia para pessoas...

GADGET MAN

Tecnologia para pessoas...

Óculos VR permitem pilotar drones sem usar as mãos

goggles-dji-2.jpg

 

A DJI, fabricante dos drones Phantom, Inspire e Mavic, revelou esta semana o Goggles, uns óculos smart que permitem controlar os quadricópteros apenas com movimentos da cabeça. Para terem uma ideia: é possível ajustar a inclinação do drone e a direção da câmera sem as mãos, apenas olhando para os lados.

 

Com design ergonômico parecido com o do PlayStation VR e Gear VR, o Goggles tem visor Full HD (1920 X 1080) e duas lentes para ajudar na imersão. Segundo a DJI, as imagens transmitidas têm qualidade semelhante a uma tela de 216 polegadas a três metros de distância. O dispositivo traz ainda alto-falante embutido, mas é possível também plugar phones para sentir todas as sensações da gravação.

 

O Goggles proporciona visão em primeira pessoa (FPV) a partir da câmera acoplada no drone. Nos modelos Mavic Pro basta conectar os óculos ao sistema wireless OcuSync, enquanto nos quadricópteros Inspire 2, Phantom 4 Advanced e Phantom 4 Pro é preciso usar uma porta USB do controle.

 

O Goggles deve começar a ser vendido no dia 20 de maio de 2017 e ainda não tem preço para a Europa, mas já estão em fase de pré-venda nos Estados Unidos por 449 dólares.

 

Aparelho de exercício usa realidade virtual e transforma malhação em jogo

11.jpg

 

À primeira vista, o Icaros pode parecer um aparelho de ginástica qualquer. Mas ele tem um diferencial: óculos de realidade virtual. Com design giroscópico, o equipamento exige que o usuário use todo o corpo para controlar os jogos exibidos pelo headset VR – ele pode ser utilizado com o Samsung Gear VR, o Oculus Rift ou o HTC Vive.

 

O principal jogo do Icaros é um simulador de voo, que transforma quem está se exercitando em uma espécie de Super-homem. Essa combinação de imersividade com malhação faz com que a pessoa treine sem sentir, pois está focada em alcançar os objetivos do jogo. Pessoalmente acho esta ideia brutal...

 

 

Fora o simulador de voo, o Icaros conta com jogos de simulação de mergulho com animais, direção de mota e paraquedismo. Em todos eles o usuário pode escolher diferentes níveis de dificuldade, aumentando ou diminuindo a intensidade dos exercícios

 

A máquina foi demonstrada na última CES que decorreu no mês passado, mas já é vendida desde 2016. É possível fazer encomendas no site com entrega em todo o mundo. O preço? Ui, o preço. É caro, estupidamente caro: fora os 7.900 € (sem impostos) pelos equipamentos, é necessário pagar o transporte que é  bastante caro: com 158 kg, o Icaros tem taxa de entrega de aproximadamente 300 €. O produto é de origem alemã.

Brincar com LEGO em realidade virtual

lego virtual.jpg

 

 

Sempre que "brinco" - isto se um tipo com mais de 40 anos ainda brinca -  com LEGO, imagino como seria ficar do tamanho das minhas criações e viver lá dentro. Agora, com a ajuda da realidade virtual, já é possível. Usando um HTC Vive para uma experiência de Realidade Virtual "walk-in" e um Kinect v2.0 para captar as imagens da pessoa e colocá-la dentro do "cenário", já é possível ficar dentro das nossas criações de LEGO.

 

Veja, como é construir em LEGO virtualmente e estar dentro das nossas criações:

Google Home torna a casa inteligente, ou será mais um não lançamento?

madebygoogle.jpg

 

 

A Google lançou, ontem (terça-feira, dia 4), o assistente pessoal Google Home, num evento realizado nos Estados Unidos. Integrado ao Google Assistant, o dispositivo será accionado por voz em qualquer lugar da casa, o que permite ao usuário ouvir música, saber a previsão do tempo, acompanhar o trânsito, acender ou desligar a luz. Mas isto são apenas promessas, é que parece que o dispositivo ainda não está apto a demonstrar ao vivo tudo aquilo que a Google diz que será capaz de fazer. Desejo sinceramente que não aconteça com o Google Home o mesmo que aconteceu ao Android Home em 2011, que nunca passou de projecto... 

 

 

Mas nem tudo foi "lançamentos futuros", na apresentação da família Made by Google que engloba vários dispositivos. Um deles é o Google WiFi, que têm por missão acabar com os problemas de cobertura WiFi.

 

Na família Chromecast também apareceram novidades. O novo Chromecast Ultra, passa a suportar resoluções Ultra HD 4K e HDR e ligação Ethernet.

 

E por fim, os primeiros óculos do programa VR da Google, os Daydream VR View, que têm um preço defenido de 69 dólares, bastante acessível. Mas é claro, que para tirar partido das suas capacidades será necessário ter um smartphone compatível Daydream, como os novos smartphones da Google, os Pixel. Esse sim, um lançamento de peso, que poderá ditar as regras no mercado dos smartphones, ou falhar redondamente e estarem em promoção já no próximo Natal.

 

Substituto a linha Nexus, é em conjunto com o Google Pixel XL, o primeiro smartphone com Google Assistant de fábrica. Com um hardware sem surpresas: ecrãs AMOLED de 5" (Full HD) e 5.5" (QHD), CPUs Snapdragon 821, 4GB de RAM, 32GB ou 128GB de capacidade, câmara de 12.3MP f/2.0, USB Type-C, Bluetooth 4.2, baterias de 2770mAh e 3450mAh, ficha para headphone, e sensor de impressões digitais na traseira (que pode ser usado como trackpad).

 

O Google Pixel está disponível nas cores preto, prata e azul, e começa a ser vendido por  649 dólares (versão de 32 GB) e 749 dólares (versão de 128 GB) nos Estados Unidos. Mas com estes preços, será que pega???

Elsewhere: acessório transforma qualquer vídeo em 3D

frames.png

A tecnologia 3D, conhecida dos cinemas e das TV's, dá a sensação de maior imersão, colocando o usuário a viver determinado momento. O Elsewhere, promete fazer exactamente isso.

 

Mas o que é o Elsewhere? Os Elsewhere são uns óculos para realidade virtual que pretendem não só transformar qualquer vídeo em 3D, mas também deixar os usuários que não querem gastar muito dinheiro satisfeitos. O único senão, é estar apenas disponível para iPhone 5S ou superior.

 

O dispositivo tem um funcionamento bastante simples: o software para smartphones da Apple coloca qualquer vídeo que se escolha visualizar lado a lado, um para cada olho. O conteúdo é então renderizado pela aplicação de forma a permitir que o cérebro combine os dois lados e crie uma profundidade real ao "vestir" o acessório com o smartphone acoplado na parte da frente. 

 

O Elsewhere está à venda por 50 dólares no site da marca.

 

Via Elsewhere 

 

Lente de contato inteligente controlada com um piscar de olhos

0x1o5iog83kucyociy2ydep06.jpg

 

 

A conhecida Samsung está a trabalhar  numas lentes de contato inteligentes que gravam e exibem imagens no campo de visão do usuário, graças a uma microcâmera e um pequeno display. A fabricante já registrou a patente para o dispositivo, que também possui uma antena e sensores de movimento.

 

Segundo a marca, o usuário poderá controlar a câmera do dispositivo pelo piscar de olhos e transmitir a informação capturada para um smartphone, necessário para o funcionamento das lentes. De acordo com o documento da Samsung, a principal razão para o desenvolvimento do dispositivo é superar significativamente a qualidade de imagem de outros dispositivos de realidade aumentada. Se a coisa resultar será uma pedrada no charco depois do falhanço dos óculos da Google...

 

via: SamMobile

Experiência de inteligência artificial da Microsoft termina com insultos racistas

1039582.jpg

 

A Microsoft suspendeu esta semana uma experiência no campo da inteligência artificial depois de um chatbot (um software de conversação automatizada) ter aprendido em 24 horas a conversar nas redes sociais: aprendeu linguagem imprópria e a defender o extermínio de negros e judeus.

 

Inicialmente bem-sucedida, a experiência descarrilou devido a um “esforço concertado” que o site Gizmodoatribui aos utilizadores do fórum online 4chan, frequentemente conotado com fenómenos de vandalismo digital, que terão ensinado o bot a proferir impropérios e a expressar opiniões extremistas.

 

Se Tay iniciou a experiência a declarar amor à raça humana e a defender que “todos os dias deviam ser dia de cachorrinhos”, o software de inteligência artificial acabou a defender actos de genocídio: “Odeio pretos. Gostava que pudéssemos pô-los todos num campo de concentração com os judeus e livramo-nos deles todos”. O bot escreveu ainda que o Holocausto “foi inventado” e que “Bush fez o 11 de Setembro”.

 

Por aqui se pode observar o que anda nas redes sociais....

 

Via: Público

É possível ver pornografia nos Oculus Rift!

Os Oculus Rift, e equipamentos similares, estão a trazer para o nosso dia-a-dia uma mudança radical na forma como poderemos interagir com os conteúdos e com a informação. Como é natural, sempre que uma nova tecnologia surge, ainda para mais tão imersiva como esta, existe a tentação de a transpor para a área do entretenimento mais adulto.

 

Oculus_Rift_1.jpg

 

 

É um ponto assente que a Oculus quer barrar a existência de conteúdo pornográfico dentro da sua loja, que estará ligada aos Oculus Rift. Mas mesmo com a Oculus Rift a querer aboli-la, a verdade é que não o vai conseguir fazer.

 

Da mesma forma como outros sistemas e outras lojas de conteúdos têm este tipo de proibição, é vontade da empresa controlar e gerir de forma muito firme os conteúdos para adultos que vão ser disponibilizados.

Esta não é uma vontade recente e há já bastante tempo que a empresa assim o declarou. Numa recente entrevista dada por Nate Mitchell, da Oculus Rift, ao site Polygon, voltou a ser afirmado este empenho.

We’re actively barring, prohibiting adult entertainment content from being in the store, period.

If you’re on the Oculus platform, there’s none of that content. We have a zero tolerance policy for that.

Mas a verdade é que mesmo com todo este controlo e tolerância zero, exercidos pela Oculus, pode haver uma falha no sistema e que pode ser explorada por quem quiser produzir os conteúdos pornográficos e dirigidos especificamente para adultos.

Óculos de realidade virtual por menos de 25 euros

Os óculos de realidade virtual são a grande novidade da tecnologia de consumo, porém, o problema é que os produtos mais famosos, como os Oculus Rift , o Gear VR ou o PlayStation VR, têm ainda um preço bastante alto. 

 

Já por aqui mencionei as versões low cost dos óculos de RV. Mas agora surguiram novas versões. Veja as opções de óculos de realidade virtual já disponíveis por menos de 25 euros e que são excelentes para quem quer experimentar a novidade antes de comprar um aparelho mais caro.

 

Google Cardboard 

google-cardboard-1.jpg

O Cardboard é uma iniciativa do Google para popularizar a realidade virtual e que pode ser encontrada facilmente em lojas online. Feito de cartão, este dispositivo traz um par de lentes e o acesso a diversos aplicativos e jogos compatíveis na Google Play Store.

 

Para usar o Cardboard, basta inserir o smartphone na parte frontal dos óculos. O dispositivo é compatível com telefones de até seis polegadas. O controle faz-se por gestos com a cabeça ou botão magnético na parte lateral.

 

Óculos Power Free + Controle Bluetooth

 

power-free-3d-glasses.png

Para quem gosta de um acabamento mais resistente, os óculos Power Free são feitos de plástico e chegam acompanhados de elástico para fixação na cabeça. O dispositivo pode receber telefones com tela de até 6,5 polegadas e é compatível com Android e iOS, usando aplicativos do Google Cardboard. 

 

O Power Free chega acompanhado também de um controle Bluetooth que pode ser usado para jogar ou executar apps que precisem de botões físicos. O conjunto está disponível em sites chineses, sem entrega gratuita para Portugal.

 

RITECH II Virtual Reality

 

ritech-ii-vr-glass.png

 Se usa óculos, o RITECH II promete ser uma opção mais confortável para experimentar a realidade virtual. Segundo o fabricante, o produto pode ser usado com os seus óculos graduados. 

 

O RITECH II é compatível com dispositivos de até seis polegadas e acompanha um controle Bluetooth para jogos. Disponível em sites chineses, sem entrega gratuita para Portugal.

 

Podem não ter a qualidade e defenições que os aparelhos mais caros têm, mas para quem quiser apenas experimentar é a melhor opção.