Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GADGET MAN

Tecnologia para pessoas...

GADGET MAN

Tecnologia para pessoas...

Jogos clássicos que pode jogar no Android

peee.jpg

Os jogos clássicos ganham vida nova nos dispositivos actuais. É comum as produtoras relançarem alguns jogos antigos para plataformas modernas, e o Android é uma dessas plataformas.

 

Deixo aqui uma lista de alguns jogos clássicos que podem ser jogados em dispositivos Android. Infelizmente, nem todos são gratuitos, mas para quem quer reviver clássicos do passado, pode valer o preço.

 

Grand Theft Auto: San Andreas (6,99 €)

 

Sonic the Hedgehog (grátis)

 

Tomb Raider (1,10 €)

 

Rayman Classic (grátis)

 

Crazy Taxi Classic (grátis)

 

Pac-Man (grátis)

NASA publica vídeos históricos no YouTube

A-NASA-esta-publicando-um-monte-de-videos-historic

 

A NASA tem vários canais no YouTube, cada qual com seu propósito. Mas o novo canal do Armstrong Flight Research Center está recheado com centenas de vídeos históricos da agência espacial.

 

Antes, quem desejava ver esse material precisava de procurar os conteúdos na Coleção de Vídeos de Aeronaves, disponível no site do Centro de Pesquisa de Voo Drygen (que mudou de nome para Armstrong em 2014). Com o novo canal, descobrir essas preciosidades ficou mais fácil.

 

Entre os vídeos publicados, estão conteúdos sobre engenharia de voo, e imagens de pousos e decolagens de missões passadas. Por enquanto, já estão disponíveis 300 vídeos, e pelo menos mais 200 estão por vir na plataforma. É possível assistir a vídeos da aeronave D-558 Skystreak, de 1947, ou, ainda, ver o lançamento do jato supersônico SR-71, que aconteceu em 1991, por exemplo.

 

Via: The Verge

Câmera 360° com fotos em 7K, função VR e streaming de vídeos

camera360.jpg

 

A VRDL360 é uma câmera compacta, que impressiona pelas suas funções complexas. O aparelho da VR Dongli faz fotos em 7K, vídeos em 3K e em 360 graus (o que inclui modo de realidade virtual), além de fazer streaming ao vivo para redes sociais (Facebook, Twitter e YouTube) e compartilhamento instantâneo de fotos.

 

Com abertura de f/2.0 e ISO que vai de 100 a 1600, a câmera tem dois sensores Sony de 16 megapixels cada, que geram fotos em resolução 7K e vídeos em resolução 3K. A VRDL360 ainda faz streaming de vídeos pelo YouTube, Facebook ou Twitter. Apesar disso, o gadget precisa de conexão Wi-Fi para a função.

 

O dispositivo que já bateu a sua meta de financiamento no site Indiegogo, tem entrega prevista para setembro de 2017. A câmera 360 graus está disponível nas cores preto, grafite, rosa e prata. É possível comprar o pacote mais modesto por 109 dólares.

 

Mala para notebook que recarrega sem fios os seus aparelhos

laer mala.jpg

 

A LAER é uma mala de transporte para notebooks que pode recarregar as baterias dos seus dispositivos sem a necessidade de fios. Actuando como um potente powerbank, o acessório serve para proteger um notebook durante o transporte, enquanto distribui energia para o laptop e outros aparelhos via portas DC (para notebooks e Macs), USB, USB-C e até mesmo via indução para smartphones que suportam recarga sem fio.

 

Em relação à capacidade energética, a LAER pode oferecer 20.000 mAh, carga suficiente para abastecer seis Galaxy S8. Entretanto, uma bateria de 20.000 mAh pode ser muito pesada para uma boa parte dos usuários, motivo pelo qual o fabricante permite que você substitua esse componente por uma unidade de 5.000 mAh.

 

Os interessados podem adquirir o LAER via Indiegogo por 50 dólares, com uma bateria de 20.000 mAh. A entregas estão previstas para começar em março de 2018.

 

Via Indiegogo

 

Gira-discos smart tem conexão Bluetooth e reproduz o vinil 'levitando'

maglev.jpg

 

AG-LEV é um toca-discos que conta com uma característica inovadora: o aparelho usa ímãs para que o prato que suporta o vinil levite durante a reprodução. O efeito, além de chamar a atenção, permite que vibrações não sejam transmitidas para o disco durante a reprodução, garantindo som de maior qualidade.

 

O processo de levitação da bandeja onde o disco é colocado funciona a partir de magnetismo, quando o toca-discos é ligado. O usuário pode selecionar 33 ou 45 RPM, de acordo com o disco que deseja ouvir, e o aparelho irá girar o vinil na velocidade correta. Um software específico encarrega-se de monitorizar o contato da agulha com a superfície.

 

Quando desligado, o MAG-LEV repousa a bandeja em quatro pés retráteis, impedindo acidentes. Em caso de falta abrupta de energia, o toca-discos pode se desligar corretamente, impedindo acidentes com "discos voadores", a partir do uso de uma pequena bateria com carga suficiente para esse tipo de emergência.

 

O MAG-LEV Audio foi proposto no site de financiamento coletivo Indiegogo e a campanha já atingiu a meta de arrecadação, mesmo assim, interessados ainda podem usar o site para adquirir o toca-discos.O custo do toca-discos é de 1.030 dólares, as entragas começam em outubro. 

 

Via Indiegogo

Projetor portátil para ser usado por crianças

cinemood.jpg

 

Cinemood é um projetor pequeno, desenvolvido para uso familiar. O dispositivo foi projectado para distrair crianças com conteúdo de qualidade, fotos, vídeos e até experiências educativas.

 

A ideia é que a ação de assistir a filmes e desenhos não se restrinja mais à passividade do sofá diante da TV e que esse tipo de actividade possa engajar a família toda, atingindo projeção de até 150 polegadas em resolução Full HD. O Cinemood protagoniza uma campanha de financiamento coletivo de sucesso no site Indiegogo.

 

O projetor que corre o sistema Android 4.4, garante o acesso a aplicativos e material como livros e fotos, possibilitando um funcionamento similar ao do Chromecast, mas sem precisar de uma televisão e com direito a projeção nas paredes da sala. 

 

O projetor cabe na palma da mão, pesa só 250 gramas e pode ser personalizado por um conjunto de capas oferecidas pelo fabricante. Há um aplicativo para iOS que controla o aparelho via Wi-Fi. Tem bateria para 3 horas de reprodução de vídeo, 32 GB de espaço para dados, que podem ser expandidos com uma pendrive. Sem interface HDMI, é preciso copiar o conteúdo para o projetor antes de exibi-lo.

 

CINEMOOD-Family.jpg

 

A campanha de arrecadação já foi encerrada, mas ainda é possível adquirir o produto via Indiegogo, por 399 dólares e com direito a mais um pacote com desenhos, filmes, audiobooks e conteúdo educacional.

 

Via Indiegogo

Jogos e apps pagos para Android que estão temporariamente grátis

20160606184345_660_420.jpg

 

Quem não gosta de coisas grátis!? Ocasionalmente, produtores de software que querem que as suas aplicações chamem mais a atenção do público optam por tornar temporariamente grátis alguns jogos e apps que, por serem pagos, acabariam por não serem reconhecidos, já que o usuário teria medo de experimentá-los de outra forma.

 

A lista abaixo contém aplicativos que estavam disponíveis gratuitamente hoje, e foram verificados por mim hoje de manhã. O preço zero é por período limitado; para mantê-los vinculados permanentemente à sua conta, é recomendável deixá-los instalados no seu aparelho até o final do período de reembolso, que é de 48 horas.

 

Aplicativos

 

Jogos

 

Ícones e personalização

O sonho de qualquer dona de casa: robô que passa a ferro

robot.jpg

 

Ter um robô que faça as tarefas domésticas é o sonho de qualquer dona de casa. E, graças ao trabalho de investigadores da Universidade Carlos III, em Madrid, ele pode estar mais perto de se tornar realidade.

 

O TEO é um robô que conta com uma câmera e, assim, é capaz de encontrar as partes amarrotadas do tecido e, com um ferro normal, deixá-lo liso e bem passado.

 

O único problema, segundo os responsáveis pelo projeto, é que o robô não é flexível e é bastante lento. Quer ver como ele funciona? Veja o vídeo abaixo: 

 

O que é o SIRESP?

carrinha-siresp.jpg

 

O Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal que está na origem da sigla SIRESP e que foi, entretanto, rebatizado por Rede Nacional de Emergência e Segurança é um sistema que custou 458 milhões de euros e que foi criado para unificar todas as comunicações em casos de incêndio, tempestades ou terramotos. 

 

António Costa, Ministro da Administração Interna de Sócrates, chegou a travar a adjudicação deste sistema, mas acabou por fechar o negócio. Se juntar-mos as despesas de operação e manutenção são 600 milhões de euros até 2021 por um sistema que não funciona e que já causou mortes devido a sua ineficácia.

 

Mas vamos à parte mais técnica da questão. Para que serve?

O sistema está projectado para garantir parte da operacionalidade, mesmo quando as ligações às redes de eletricidade e telecomunicações são cortadas. E é neste ponto que se encontram as principais diferenças face às redes de telemóveis.

 

Por exemplo, os retransmissores das redes móveis não operam sem energia elétrica ou rede de telecomunicações. É para este tipo de cenário que o SIRESP serve: os transmissores do SIRESP podem recorrer a baterias com cerca de seis horas de autonomia e continuam a permitir ligações entre todos os terminais compatíveis que se encontram a uma distância máxima de 30 quilómetros, que varia consoante o relevo. O que significa que os membros das diferentes equipas no terreno continuam a poder comunicar entre eles. O que parece não ter sido o caso de Pedrógrão Grande.

 

Claro que a dependência do SIRESP face às redes móveis é notória mesmo para quem não é engenheiro. O sistema parece ter falhado mais uma vez e há que tirar consequências disso...